Instituto Abraço de Mãe utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência de acordo com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso, e ao continuar navegando você concorda com estas condições.

Hormônio DHA

O organismo necessita receber, pela alimentação, lipídios através do composto químico básico na sua formação: os ácidos graxos. Alguns deles são considerados essenciais e o organismo humano não consegue sintetizá-los, mas transformá-los através do metabolismo em compostos estruturais e bioativos. 

default/image/img-topo.png

Gostaria de fazer parte do projeto?

Você também pode fazer a diferença na vida de milhares de crianças brasileiras! Ligue agora e nos ajude nessa mudança.

default/image/dha.png

DHA- Ácido Docosohexaenóico

O organismo necessita receber, pela alimentação, lipídios através do composto químico básico na sua formação: os ácidos graxos. Alguns deles são considerados essenciais e o organismo humano não consegue sintetizá-los, mas transformá-los através do metabolismo em compostos estruturais e bioativos. São necessários para o processos biológicos e não como fonte de energia. 

Os lipídeos são substâncias insolúveis em água, representados pelas gorduras e óleos. Seus constituintes mais abundantes são os ácidos graxos e eles determinam se aquele lipídeo estará na consistência sólida (gorduras) ou líquida (óleos). 

As gorduras são formadas principalmente por ácidos graxos saturados

As gorduras são formadas principalmente por ácidos graxos saturados, que não apresentam nenhuma dupla ligação entre carbonos ao longo da cadeira, conferindo assim a consistência sólida das gorduras em temperatura ambiente. São exemplos de alimentos com maior quantidade de ácidos graxos saturados: manteiga, óleo de coco, óleo de palma, cacau, gordura animal, leite integral.

Já nos óleos há predominância de ácidos graxos insaturados, que possuem uma ou mais duplas ligações entre carbonos ao longo das cadeias. É a presença da instauração que confere a consistência líquida aos óleos. São alimentos ricos em ácidos graxos insaturados: óleo de soja, de milho, de girassol, de canola e de oliva. Os ácidos graxos insaturados são divididos em monoinsaturados (quando possuem apenas uma dupla ligação) ou poliinsaturados (quando possuem duas ou mais duplas ligações). 
 

default/image/coracao.png

Nosso organismo consegue sintetizar ácidos graxos saturados e monoinsaturados (ômega 9), mas não sintetiza poliinsaturados (ômega 3 e 6)

Por isso, são considerados ácidos graxos essenciais. O produto do metabolismo final dará origem respectivamente aos ácidos graxos poli-insaturados de cadeia longa DHA (Ácido Docosohexaenóico), ARA (Ácido araquidônico) e EPA (Ácido eicosapentaenoico), que se incorporam nas membranas celulares e, em especial, na composição do tecido cerebral e retina. O DHA é o ácido graxo ômega-3 predominante, principalmente, na forma de fosfolipídios. A sua 11 importância é de tal ordem que, além da estrutura do cérebro, auxilia na “fluidez” dos impulsos elétricos da rede de neurônios, de vital importância no desenvolvimento cerebral e cognitivo.

Venha fazer parte do nosso projeto

Junte-se a nós e faça parte deste projeto!

Entre em contato com o Instituto Abraço de Mãe e ajude a combater a desnutrição infantil, através de ações sociais orientadas para crianças e famílias brasileiras!

ENTRAR EM CONTATO